Notícias

  • Fundação ”la Caixa” facilita 570 empregos para pessoas em risco

    Programa Incorpora chegou a Portugal há um ano e pretende fomentar o emprego junto das franjas da sociedade que são mais vulneráveis, como ex-reclusos, vítimas de violência doméstica, ex-toxicodependentes ou indivíduos com incapacidade

    Programa Incorpora chegou a Portugal há um ano e pretende fomentar o emprego junto das franjas da sociedade que são mais vulneráveis, como ex-reclusos, vítimas de violência doméstica, ex-toxicodependentes ou indivíduos com incapacidade

  • Braga partilha experiências sobre turismo sustentável e apoio aos sem-abrigo com outras cidades europeias

    Projetos arrancam em Setembro

    Braga partilha experiências sobre turismo sustentável e apoio aos sem-abrigo com outras cidades europeias

  • Pontos nos ii - situação sem-abrigo

    Dizem os números oficiais que, em Portugal, há cerca de 3400 pessoas em situação sem-abrigo.

    Dizem os números oficiais que, em Portugal, há cerca de 3400 pessoas em situação sem-abrigo.

  • Um apoio essencial para grupos vulneráveis

    Há cinco grupos definidos pela Direção Geral de Saúde como mais vulneráveis no contexto da hepatite C: toxicodependentes, sem abrigo, trabalhadores do sexo, homens que têm sexo com outros homens e imigrantes.

    Há cinco grupos definidos pela Direção Geral de Saúde como mais vulneráveis no contexto da hepatite C: toxicodependentes, sem abrigo, trabalhadores do sexo, homens que têm sexo com outros homens e imigrantes.

  • Associação de Festas do São João e BragaHabit vão criar casa os sem-abrigo

    Depois de doar a receita angariada na Gala Sanjoanina à comunidade da Beira (Moçambique), afetada pelo ciclone Idai, o Fundo Social e Solidário da Associação de Festas de São João de Braga irá associar-se à BragaHabit e à delegação de Braga da Cruz Vermelha de Braga, para criar uma casa abrigo do São João de Braga.

    Cada vez mais preocupada com os sem-abrigo que durante as festas de São João se mudam para Braga à procura de melhores condições de subsistência, a Associação de Festas, em conjunto com a BragaHabit e a Cruz Vermelha, irá avançar com a constituição de uma casa partilhada para que os sem-abrigo possam ter um teto. Caberá à Associação de Festas, com a receita angariada nas diversas iniciativas solidárias a decorrer durante as festividades, contribuir para a renda do imóvel.

  • Figueira da Foz prepara-se para nova estratégia nacional de integração de pessoas sem-abrigo

    O município da Figueira da Foz assinou hoje um novo protocolo com 14 entidades da área social, segurança e educação, para adequar a intervenção relativa às pessoas sem-abrigo à nova estratégia nacional para aquela área.

    O município da Figueira da Foz assinou hoje um novo protocolo com 14 entidades da área social, segurança e educação, para adequar a intervenção relativa às pessoas sem-abrigo à nova estratégia nacional para aquela área.

  • Grades, vasos, pilaretes. Barreiras para afastar sem-abrigo não são solução

    São uma reação de moradores e comerciantes à presença de sem-abrigo junto aos seus edifícios. Para as associações, não é com obstáculos à entrada dos prédios que se resolve o problema

    São uma reação de moradores e comerciantes à presença de sem-abrigo junto aos seus edifícios. Para as associações, não é com obstáculos à entrada dos prédios que se resolve o problema

  • Casas que sejam morada de família vão ficar livres de penhoras

    Geringonça aprovou na sexta-feira a primeira Lei de Bases da Habitação, com os votos contra da direita.

    As casas que sejam morada de família vão ficar livre de penhoras para saldar dívidas ao Fisco ou à Segurança Social, já partir da próxima legislatura. A medida consta da primeira Lei de Bases da Habitação do País, aprovada ontem pela maioria de esquerda parlamentar - PS, Bloco e PCP - com os votos contra do PSD e CDS.

  • Governo espera que Lei de Bases da Habitação trave situações de crise habitacional

    O Governo manifestou hoje apoio à aprovação, pela primeira vez, da Lei de Bases da Habitação, defendendo que é "um instrumento fundamental" para garantir que Portugal tem políticas de habitação estáveis e duradouras.

    O Governo manifestou hoje apoio à aprovação, pela primeira vez, da Lei de Bases da Habitação, defendendo que é "um instrumento fundamental" para garantir que Portugal tem políticas de habitação estáveis e duradouras.

  • Onda de calor na Europa já fez seis mortos

    A massa de ar quente oriunda do Saara está a provocar calor extremo em Itália, Alemanha, Bélgica, Suíça, França, Espanha e noutros países do centro da Europa.

    A massa de ar quente oriunda do Saara está a provocar calor extremo em Itália, Alemanha, Bélgica, Suíça, França, Espanha e noutros países do centro da Europa.