Notícias

Voltar

Quem são os sem-abrigo que vivem no Porto?

Fotografia

Projeto que envolve freguesias portuenses quer "fazer alguma coisa antes de o número [de sem-abrigo] aumentar"

Fonte: Sol
Data: 27.12.17
Autor: 
Fotografias: 

A União de Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, S. Nicolau e Vitória quer pôr em prática o projeto 'União com Coração', que pretende conhecer a origem dos sem-abrigo que vivem nas ruas da cidade. Como o presidente da União, António Fonseca, disse à Lusa, o projeto foi motivado pela "sensação de que 90% dos sem-abrigo existentes no Porto estão concentrados nesta zona". Por isso, "há que fazer alguma coisa antes de o número aumentar", afirmou.

Será a partir de janeiro que uma assistente social, uma psicóloga e um agente da PSP vão para as ruas "quantificar e identificar" os sem-abrigo existentes, "não só prestando-lhes o apoio no imediato como, através da identificação e da sua origem, tentar, em colaboração com os outros autarcas, encontrar soluções para eles". O projeto, segundo o autarca, vai arrancar com duas ou três rondas semanais, ao princípio da noite.

"Uma parte dos sem-abrigo que estão nas ruas ou albergues do Porto não são de cá, e é descobrindo a sua proveniência que podemos ajudá-los, contactando, depois, as autarquias e as famílias para encontrar soluções, quer de trabalho quer de habitação", continuou o autarca.

António Fonseca equaciona a hipótese de abrir a porta do mercado de trabalho a estas pessoas "por ajuste direto", em funções como a "limpeza das ruas" nas freguesias envolvidas. Contudo, o autarca quer que sejam encontradas "soluções de futuro" nos sítios de onde os sem abrigo são oriundos.

"Mais do que envolver as autarquias da periferia do Porto de onde, cremos, vem uma parte dos sem-abrigo, pretendemos também responsabilizá-los pelos próprios, uma vez que monetariamente até são beneficiados por serem eleitores nesse município", acrescentou.